Grid

Um olhar aficionado sobre o automobilismo

 -

Daniel Médici é jornalista formado pela ECA-USP. Na Folha, trabalhou nos cadernos "Mundo", "Ilustrada", "Serafina" e "Turismo", entre outros.

PERFIL COMPLETO

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Há dez anos, Hamilton e Vettel já haviam se envolvido em batida durante Safety Car

De todos os momentos marcantes do agitado GP do Azerbaijão do último domingo (25), o mais relevante para o campeonato deve ser o entrevero entre Lewis Hamilton e Sebastian Vettel, os dois principais postulantes ao título. Irritado por uma freada súbita do inglês durante o Safety Car, o tetracampeão resolveu tirar satisfação em plena pista e bateu(…)

‘Maldição’ ataca Toyota, Porsches quebram e Le Mans quase vê triunfo de zebra

No futuro, vamos dizer que a edição das 24 Horas de Le Mans foi aquela em que ninguém parecia querer vencer. Todos os seis protótipos LMP1, favoritos absolutos à vitória no quadro geral, sofreram problemas ao longo da prova, e só dois continuavam rodando quando a bandeira quadriculada foi agitada, neste domingo (18). A vitória coube(…)

Por que as poles de Ayrton Senna ainda impressionam tanto?

No último GP do Canadá, Lewis Hamilton igualou a histórica marca de 65 pole positions de seu ídolo de infância, Ayrton Senna. O inglês comemorou, agradeceu e chorou ao receber um capacete do piloto brasileiro em homenagem ao feito. Interessante notar que o número nem sequer mais é um recorde. Antes tido como imbatível, foi superado por(…)

Montreal é antídoto para as costumeiras corridas em ‘estacionamentos de supermercado’

Pouco antes de os carros da F-1 se espremerem entre os muros de Monte Carlo, em maio último, o diretor da Mercedes Toto Wolff, fez duras críticas à F-1 moderna diante do microfone da imprensa. Poucos dias após disputar a versão histórica da clássica Mille Miglia, Wolff disse não querer mais ver a F-1 correr(…)

Robert Kubica retorna a um carro de F-1 pela primeira vez após acidente de rali

Em teoria, o teste privado que a Renault realizou nesta terça (6), no circuito Ricardo Tormo, em Valência, não teve grande importância. O carro era uma Lotus de 2012, e os dados colhidos não devem servir para o desenvolvimento do carro desta temporada. Nem a pista, aliás, está no calendário. Mas o evento foi especial(…)

Embora improvável, fantasma do jogo de equipe paira sobre dobradinha da Ferrari em Mônaco

Por pura coincidência, as últimas três vitórias da Ferrari no GP de Mônaco foram dobradinhas. O problema é que fazia muito tempo em que os carros vermelhos não venciam: a última vez aconteceu há 16 anos, em 2001, com Schumacher. Na época, Rubens Barrichello foi segundo. Em 1999, Eddie Irvine seguiu o alemão até o(…)

Blogs da Folha